Legislação Tributária
ICMS

Ato:Convênio ICMS
Número:107
Complemento:/94
Publicação:05-10-1994
Ementa:Autoriza o Estado do Maranhão a não exigir multa e acréscimos legais da empresa que especifica.
Assunto:CréditoTrib. Extinção/Exclusão/Suspensão


Nota Explicativa:
Nota: " Os documentos contidos nesta base de dados têm caráter meramente informativo. Somente os textos publicados no Diário Oficial estão aptos à produção de efeitos legais."

Texto:

CONVÊNIO ICMS 107/94

Reproduzido pelo Dec. nº 5.198/94.
Retificação DOU de 14.10.94.
Ratificação Nacional DOU de 24.10.94 pelo Ato COTEPE-ICMS 11/94O Ministro de Estado da Fazenda e os Secretários de Fazenda, Economia ou Finanças dos Estados e do Distrito Federal, na 75ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Política Fazendária, realizada em Brasília, DF, no dia 29 de setembro de 1994, tendo em vista o disposto na Lei Complementar nº 24/75, de 7 de janeiro de 1975, e

considerando que a CEBRAS tem por objetivo a industrialização do fruto da palmeira do babaçu, produto genuinamente maranhense;

considerando que os altos custos para desenvolvimento tecnológico absorveram mais de 80% das inversões de capital;

considerando que uma das condições, impostas por lei, para aquisição de recursos financeiros, depende da inexistência de débitos tributários;

considerando que o alcance social do projeto desenvolvido pela empresa, representa contratação de mão-de-obra de milhares de pessoas, principalmente na colheita do coco de babaçu, resolvem celebrar o seguinte


CONVÊNIO

Cláusula primeira Fica o Estado do Maranhão autorizado a não exigir multa e acréscimos legais relativos ao ICMS oriundo dos fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 1993, de responsabilidade da CEBRAS - Produtos de Exportação de Carvões Especiais Ltda.

Cláusula segunda O benefício previsto neste convênio não autoriza a restituição ou compensação de importâncias já pagas.

Cláusula terceira Este Convênio entra em vigor na data da publicação de sua ratificação nacional.

Brasília, DF, 29 de setembro de 1994.